rcoutog

Como alavancar negócios com o LinkedIn

In mídias sociais on Abril 27, 2011 at 6:06 pm

Quando começamos a falar sobre pequenas empresas e
redes sociais, a primeira coisa que pensamos é o Twitter, seguido do
Facebook e Foursquare. Este triângulo social corporativo é muito
importante, afinal de contas, a maioria dos usuários ativos na internet utiliza
uma dessas plataformas. Mas vamos olhar para uma rede que merece a mesma ou até
maior atenção que damos para as outras: o LinkedIn.

A plataforma foi fundada em dezembro de 2002 e lançada cinco meses mais
tarde, em maio de 2003. Ela é considerada uma rede social
vertical
, ou seja, mantém a essência da rede social, mas é composta por
um grupo segmentado de usuários que compartilham um mesmo interesse ou
preferência, neste caso, fins profissionais.

Até pouco tempo atrás havia uma falsa ideia da real utilidade do LinkedIn.
Parte das pessoas acreditava ser uma espécie de site para cadastrar
currículo e repassá-lo com mais facilidade. Grande erro. A rede
esconde muito mais funcionalidades do que se pensa. O usuário registrado, seja
ele pessoa física ou jurídica, tem duas formas de utilizar os recursos do
LinkedIn: o modo gratuito e modo pago. O modo pago é atrativo, ele possibilita o
usuário traçar um plano de carreira e simular contratações sem nem chamar
determinado candidato para entrevista. Porém o modo gratuito é
muito útil, aliás, a maioria dos cadastros são gratuitos.

Além do fato de ser uma rede específica para negócios,
existem outros motivos para que você cuida melhor da imagem de
seu negócio neste site. Há mais de 15 milhões de
pequenas empresas
de todo o mundo usando o LinkedIn, segundo a
plataforma. Isso representa, mais ou menos, 25% do total de
usuários
.

Recomendações

A pessoa física pode, ao montar seu perfil profissional, solicitar
recomendações de antigos chefes e colegas de trabalho. Por
exemplo: João trabalho em uma empresa de canetas e atualmente está desempregado.
Ao listar o nome dessa empresa o LinkedIn procura em sua base
quem utiliza a empresa em seu currículo. Essa interligação de lugares gera uma
lista de funcionários e, conseqüentemente, facilita a recomendação.

Este privilégio vale também para empresas cadastradas no site. Estamos
cansados de saber que a propaganda boca-a-boca é essencial e
que as redes sociais abriram o leque de comentários sobre determina marca.
Solicite a seus clientes que recomendem sua empresa ou seu
produto. Construa uma reputação de comentários e prospecte mais

clientes. Lembre-se que uma determinada marca é formada também por comentários
negativos, então esteja preparado para recebê-los e listá-los no perfil.

Presença na rede

Quantos de nós já criou uma conta LinkedIn e deixou dormente
por meses? Por falta de costume ou pela pouca movimentação na
rede, cometemos o pecado de deixá-la abandonada por algum tempo e depois voltar.
Assim como é preciso atuar nas redes mais populares, no LinkedIn também é
preciso monitorar movimento de usuários, novas e possíveis conexões, interesses,
etc. Para deixar seu perfil mais ativo, integre o Twitter de
sua empresa com sua conta no LinkedIn. Além disso, favorite
a plataforma e veja, pelo menos, uma vez por dia. Sua empresa não
funciona uma vez por semana, logo, seu LinkedIn também não.

Procure no diretório de grupos e encontre
associações setoriais e redes de
contato
para fazer parte. Por exemplo, se você atua no ramo de
casamentos e planejamento de eventos há mais
de 530 grupos relacionados.

Financiamento


Você pode usar o LinkedIn para
encontrar potenciais investidores em startups,
já que há mais de 3 milhões de pessoas dessa área no site. Uma vez conectado,
sua participação no LinkedIn (respostas, atualizações e participações em grupos)
podem, talvez, despertar o interesse desses investidores no seu
pequeno negócio.

E no que mais minha empresa pode fazer no LinkedIn?

–  Gerenciar as informações que estão publicamente
disponíveis sobre você como profissional;

– Encontrar e ser apresentado a possíveis clientes,
fornecedores de serviços e conhecedores de assuntos diversos que foram
recomendado;

– Criar e colaborar em projetos, reunir dados,
compartilhar arquivos e resolver problemas;

–  Ser encontrado para oportunidades de negócios e encontrar
possíveis parceiros;

– Ganhar novas ideias de discussões com profissionais de
pensamentos semelhantes nas configurações para grupos privados;

–  Descobrir conexões internas que podem ajudá-lo a
encontrar empregos e fechar negócios;

–  Publicar e distribuir listas de vagas para encontrar o
melhor talento para sua empresa.

%d bloggers like this: